Teste do Pezinho: como lançar uma campanha de conscientização?

Tempo de leitura: 5 minutos

O teste do pezinho faz parte da triagem neonatal e é fundamental para diagnosticar uma série de doenças genéticas, metabólicas e infecciosas.

O procedimento é simples e permite que, caso seja constatado algum problema, o recém-nascido receba o tratamento adequado o mais rápido possível.  

Para isso, é importante que os estabelecimentos de saúde se envolvam na conscientização da população sobre a importância do exame.

Neste artigo, vamos falar sobre o teste do pezinho e mostrar dicas de como os gestores de laboratórios podem lançar uma campanha de conscientização efetiva. Confira! 

Entenda a importância de conscientizar os pacientes sobre o teste do pezinho 

O exame, realizado por meio de amostra de sangue retirada na região do calcanhar,  não causa riscos ao bebê e deve ser realizado, de preferência, entre o 3º e o 5º dia de vida da criança. 

Como já foi dito, o teste é uma das principais maneiras para descobrir doenças que podem ser tratadas, da melhor maneira possível, se diagnosticadas nos primeiros dias de vida do bebê. Veja, a seguir, quais são essas doenças:

  • fenilcetonúria;
  • hipotireoidismo congênito;
  • deficiência de biotinidase;
  • fibrose cística;
  • anemia falciforme;
  • hiperplasia adrenal congênita (HAC).

Vale destacar que existem três versões do exame disponíveis no Brasil: uma básica e duas ampliadas. O teste básico, que pode ser feito gratuitamente pelo SUS, é capaz de identificar as 6 doenças citadas anteriormente. 

Já ao fazer o Teste do Pezinho ampliado, é possível identificar de 10 a 48 patologias. 

Crianças que nascem aparentemente saudáveis e não têm histórico de doenças na família podem vir a apresentar sintomas de doenças anos após o nascimento. Dessa forma, o teste do pezinho é fundamental para garantir a identificação e o correto tratamento de possíveis problemas de saúde.

Saiba como surgiu o Dia Nacional do Teste do Pezinho

O Teste do Pezinho chegou ao Brasil no fim dos anos 70, mas passou a ser obrigatório apenas em 1992. Como reconhecimento da sua importância na saúde dos bebês, o dia 6 de junho é conhecido como o Dia Nacional do Teste do Pezinho.

A data foi criada em 2001 pelo Ministério da Saúde para conscientizar a população do país sobre a importância de fazer o exame. No mesmo ano, foi instaurado o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) — processo que engloba o diagnóstico, acompanhamento e tratamento de doenças. 

Junho Lilás

Como é de costume em outras campanhas, como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, o mês de junho ganhou uma cor para simbolizar a campanha do Teste do Pezinho. O Junho Lilás reforça a importância do exame em todo o país. 

Aproveite que em vários estabelecimentos de saúde no país o mês é usado para conscientização e use essa estratégia ao seu favor!

3 dicas para lançar uma campanha de conscientização para o Teste do Pezinho

Agora que você já entendeu como o Teste do Pezinho é fundamental para identificar doenças graves e evitar que elas causem prejuízos à saúde de recém-nascidos, veja como é possível aumentar o número de exames realizados por meio de uma campanha de conscientização!

1. Envolva o laboratório na causa 

Apenas imprimir folhetos ou colocar um cartaz na sala de espera não basta. A empresa precisa verdadeiramente abraçar a causa e gerar conhecimentos reais aos seus clientes. 

Todos os funcionários devem estar cientes da importância da campanha e ser capazes de responder às questões sobre o exame. É indicada a realização de treinamentos com as equipes para garantir que todos estejam bem informados sobre o assunto. 

Afinal, é essencial o desenvolvimento de um atendimento humanizado durante todo o processo, desde a busca por informações até a entrega do resultado. 

2. Faça uma decoração personalizada

A decoração do ambiente do laboratório também pode ser aproveitada para chamar a atenção para a causa. Nesse caso, vale a pena aproveitar o lilás para enfeitar o lugar

Também é indicada a contratação de uma agência de publicidade ou de comunicação para auxiliar na produção gráfica e textual da campanha — tornando todo material mais agradável, informativo e compatível com a imagem do laboratório. 

3. Tenha cuidado com os materiais produzidos

A criatividade é fundamental, mas não podemos esquecer que se trata de um assunto de saúde. Isso significa que o material não pode causar dúvidas, medos, incertezas ou até mesmo duplas interpretações. Ele precisa ser objetivo para que os clientes compreendam que o Teste do Pezinho é algo essencial e que precisa ser realizado. 

É interessante variar nos formatos dos informativos para que o alcance da mensagem seja maior. A produção de vídeos e posts para as redes sociais, por exemplo, podem ser úteis para atingir determinados públicos. As escolhas devem ser compatíveis com o público-alvo do laboratório.  

O Teste do Pezinho é de suma importância para recém-nascidos. Por isso é importante promover a conscientização sobre a relevância do exame. Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a compreender como é possível fazer isso! 

Quer receber mais conteúdos como esse? Assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *