Da gripe a pneumonia: saiba como identificar cada doença

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe a diferença entre a gripe e a pneumonia? Para algumas pessoas, distinguir as duas pode ser tarefa fácil, mas, acredite, não é. Além de terem sintomas parecidos, uma pode desencadear a outra, por isso, é necessário ter atenção — falaremos melhor à frente.

As duas doenças aparecem com mais frequência no inverno, quando o número de contraídos nos hospitais aumenta. A justificativa é que nessa estação nos concentramos mais em lugares fechados, impossibilitando a passagem do ar e, consequentemente, proliferando os vírus causadores das enfermidades.

Quer entender um pouco mais sobre a gripe e a pneumonia? Então está no lugar correto. Boa leitura!

Quais as características da gripe?

A gripe apresenta um quadro clínico mais complexo que o resfriado e pode levar a graves complicações. Uma vez que o paciente já está fragilizado e com a imunidade baixa, acaba ficando mais vulnerável a diversas doenças — entre elas a pneumonia.

O vírus causador da doença, o influenza, se propaga rapidamente por distintos motivos. O principal deles é pelo espirro de uma pessoa contaminada. Idosos, crianças e pessoas com doenças crônicas são mais vulneráveis, podendo enfrentar fases mais complicadas da gripe.

Em casos extremos e sem tratamento, a gripe pode levar à morte. Por isso, é necessário procurar um médico assim que os primeiros sintomas surgirem, principalmente se o infectado fizer parte dos grupos de risco. 

Atualmente existem três tipos do vírus da gripe circulando no Brasil, veja quais são:

  • Tipo A: são encontrados em várias espécies de animais, além dos seres humanos, como suínos, cavalos, mamíferos marinhos e aves
  • Tipo B: infectam exclusivamente os seres humanos. Os vírus circulantes B podem ser divididos em 2 grupos principais, denominados linhagens B/Yamagata e B/Victoria
  • Tipo C: infectam humanos e suínos. São detectados com menos frequência e geralmente causa infecções leves, portanto apresentam implicações menos significativas na saúde pública

Principais sintomas

Os principais sintomas da gripe são:

  • Mal-estar geral no corpo
  • Febre alta
  • Nariz e pulmões congestionados
  • Tosse com catarro em excesso
  • Irritação no nariz e nos olhos

Quais as características da pneumonia?

A pneumonia, por sua vez, é o termo utilizado para as infecções que atingem os pulmões. Pode ser de origem viral ou bacteriana e ocorre quando um agente infeccioso se aloja no espaço alveolar, provocando um processo inflamatório que pode prejudicar a hematose pulmonar (troca gasosa).

Pneumonia Viral

Pode ser transmitida por pessoas, através da tosse, coriza, secreção e pelo ar.

Comumente esse tipo de pneumonia é causada pelos seguintes tipos de vírus:

  • Adenovírus
  • Varicela-zóster
  • Influenza
  • Vírus respiratório sincicial

Pessoas com o sistema imunológico comprometido, como por exemplo bebês prematuros e idosos, possuem maior risco de contrair a doença. Os principais sintomas da pneumonia viral são febre alta, fraqueza, mal-estar, sudorese, dor no tórax, náuseas e vômito.

Os sintomas podem variar de acordo com a idade do paciente. Em crianças e idosos, por exemplo, os sinais de pneumonia viral podem aparecer em forma de:

Powered by Rock Convert
  • Dor de garganta
  • Coriza
  • Dor de ouvido
  • Espirros
  • Dores no corpo
  • Dor de cabeça

Idosos com pneumonia viral também podem apresentar tosse mais seca e sintomas comportamentais como:

  • Desordem mental
  • Perda de memória
  • Desorientação em relação a tempo e espaço

Pneumonia Bacteriana

A transmissão da pneumonia bacteriana é feita por meio da entrada de bactérias no pulmão, geralmente provenientes das vias aéreas superiores.

Esse tipo de pneumonia também pode ser desenvolvida a partir do agravamento da gripe ou por meio de bactérias originárias de outra infecção em algum local do corpo.

Os principais sintomas são:

  • Tosse com muito catarro
  • Febre alta, acima de 39°C
  • Dificuldade para respirar
  • Falta de ar
  • Dor no peito

Higienizar sempre as mãos e evitar permanecer em locais fechados ajudam a prevenir a doença.

Principais sintomas

A piora da falta de ar e o cansaço excessivo são sintomas clássicos de que a gripe está se agravando para o início de uma pneumonia.

A cor do catarro também é importante para a identificação da doença. Inicialmente o catarro branco não indica maiores implicações, pois resulta de um processo inflamatório inespecífico. 

À medida em que esses microrganismos vão provocando uma inflamação maior, nosso mecanismo de defesa trabalha para expulsá-los, e o catarro é expelido com uma cor mais escura, significando um sinal de alerta para a pneumonia.

Como identificar as diferenças entre a gripe e a pneumonia?

Apesar de os sintomas serem parecidos, existem algumas diferenças que precisam ser citadas. A primeira delas é que a gripe aparece como uma infecção viral das vias aéreas superiores, já a pneumonia afeta as vias aéreas inferiores, ou seja, os pulmões.

Como se prevenir?

A vacina é um método eficaz que ajuda a prevenir vários tipos de doenças virais e bacterianas em crianças e adultos. No Brasil existem dois tipos de vacinas conjugadas contra a pneumonia, a VPC10 e a VPC13.

A VPC10 está disponível na rede pública e privada e pode ser tomada gratuitamente mediante prescrição médica na unidade de saúde mais próxima. Esse tipo de vacina contém dez sorotipos de pneumococo, oitos deles combinados com a proteína D do Haemophilus influenzae, e o seu grau de imunização é de aproximadamente 70%.

O segundo tipo de vacina, conhecida como VPC13, está disponível somente na rede privada. É composta por 13 sorotipos de Streptococcus pneumoniae (pneumococo), combinada com uma proteína não tóxica semelhante ao toxoide diftérico CRM197. Previne até 90% dos casos e é indicada principalmente para adultos acima de 50 anos de idade.

Conclusão

Nos dois casos, a doença é agravada, basicamente, pelo atraso no início do tratamento. Portanto, se você já começou a sentir alguns sintomas, mas não quer sofrer as consequências desses males, procure um médico. Além disso, existem alguns cuidados e hábitos que podem ser feitos dentro de casa para ajudar na prevenção. Confira:

  • Pratique regularmente a higienização das mãos
  • Deixe o ar ventilar em lugares fechados
  • Evite o contato com pessoas já infectadas
  • Evite tomar bebidas geladas

Agora que você sabe a diferença entre gripe e a pneumonia quer conhecer ainda mais 5 doenças que ocorrem com mais frequência no inverno? Clique aqui agora mesmo e conheça as principais, além de se informar com as melhores formas de tratamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *